24/07/2017

I'm out

Para já, férias por uns dias ☺
Até já que as malas pesam!

20/07/2017

Piano de porco Tex-Mex



Mais uma americanice! As chamadas baby ribs, para nós piano, são feitas muitoooooooo calmamente e precisam de serem marinadas. Daí que esta é mais uma receita para a panela de cozedura lenta.
O resultado? Que tal experimentarem para ficarem a saber?

Ingredientes:

1 kg de piano de porco

Marinada :
2 colheres de sopa de ketchup
1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de açucar mascavado
1 colher de chá de cominhos
1 colher de chá de colorau (pimentão doce)
1 colher de chá de pimenta
1/2 colher de chá de alho em pó
sumo de 1/2 limão
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre

1/2 cebola roxa cortada em meias luas
2 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinho branco

Golpear a carne junto aos ossos para que seja mais fácil cortar, apanhar mais sabor e cozinhar melhor.


 Colocar todos os ingredientes da marinada num saco de plástico (Usei o mesmo onde estava a carne) e misturar para que fique uniforme.

Colocar a carne dentro do saco e fechá-lo de forma a poder virá-lo e esta forma a carne toda apanhar o molho.

Deixar o saco fechado no frigorífico por 4 horas no mínimo ou de um dia para o outro.


Cortar a cebola em meias luas e colocar no fundo da slow-cooker. Colocar a carne por cima, a restante marinada, e programar 6 horas.

Quando terminar, passar a carne para uma assadeira, deitar o molho e as cebolas por cima e acrescentar o restante azeite e o vinho e levar ao forno pré-aquecido a 220ºC por 15 minutos.
Acompanhei com batatinhas parisienses

19/07/2017

Batatas à Hollywood

Em tempos num centro comercial aqui perto havia um restaurante Foster's Hollywood, que tinha comida Tex-Mex, mas infelizmente fechou. Uma das coisas que nos ficou na memória eram umas batatas fritas cheias de molho e que iam ao forno a gratinar.
Hummm que delicia! Cheia de calorias e outras coisas... um pecado da gula!
Eu tentei replicar cá por casa para acompanhar um mega hambúrguer com queijo chévre e manjericão, e aqui vai!

Ingredientes:
1/2 kg de batata em palitos frita
4 colheres de sopa de maionese
100g de queijo cheddar ralado
50g de queijo mozarella ralado

Primeiro que tudo fritar as batatas.
Colocar num prato ou travessa que possa ir ao forno 2 colheres da maionese e barrar o seu fundo.


Colocar as batatas por cima e a restante maionese e envolver para que a maioria das batatas apanhe a maionese (se achar que a maionese é insuficiente acrescentar mais um pouco).


Deitar os 2 queijos misturados por cima e levar ao forno para derreter e alourar o queijo.


 Agora é só deliciarem-se!


Bom apetite!

17/07/2017

Segue-me no blogs portugal

Tosta de frango com tomate




Que tal uma tosta de frango com tomate? E se for com manjericão? hummmm uma delicia, prometo-vos! Para as fazer usei pão de Rio Maior que tem umas fatias enormeeeees, e a côdea um travo a fumo, como os pães das aldeias☺Aproveitei e cozinhei 2 peitos de frango para fazer uma salada ou usar noutro prato que me apetecer fazer.

Ingredientes:

1/2 peito de frango
2 grãos de cardomomo
2 rodelas de gengibre
sal qb
2 colheres de sopa de maionese
1 tomate
1 colher de sopa de azeite
1 colher de café de alho em pó



Num tacho colocar o peito de frango, e tapar com água, adicionar o cardomomo, o gengibre e o sal e levar ao lume por cerca de 15 minutos para ficar bem cozido. Pode usar-se cardomomo em pó e o gengibre também, mas prefiro assim para ficar um sabor mais subtil. Se não gostar de nenhuma desta especiarias um dente de alho e uma casca de limão também dão um bom sabor.
Depois de cozido deixar arrefecer o peito de frango um pouco dentro da água, para que não fique muito seco. Desfiar o peito de frango com a ajuda de 2 garfos.

Ligar a tosteira. Numa taça juntar o peito de frango e a maionese e com um garfo mexer para fique uma mistura homogénea.

Cortar o tomate em meias luas.
Misturar o azeite com o alho em pó.

Colocar numa das fatias de pão a pasta de frango, depois por cima o tomate.


Se juntar manjericão fica ainda mais delicioso. Fechar com a outra fatia de pão, e pincelar por cima com a mistura de azeite e alho
Quando a tosteira estiver quente, pincelar o lado da grelha que fica por baixo da tosta, com o azeite aromatizado com o alho.


Pôr a tosta em cima da tosteira e fechá-la fazendo alguma pressão. Deixar tostar por 3 a 4 minutos e se quiser polvilhar com oregãos.

Ao invés do tomate pode usar apenas umas 5 ou 6 folhas de manjericão por cima do frango que fica muito fresco.


E é só deliciar-se qualquer que seja a opção!

Bom Apetite!

14/07/2017

"Picanha" de porco com arroz e feijão

Não, não me enganei, é que na embalagem da carne diz Picanha, mas é carne de porco, fatiada muito fina, e muito tenrinha. Por ser fininha é rápida a grelhar sem que fique seca.
Descobri a carne quando andava às compras, são umas embalagens da Izidoro Finíssimos e decidi fazer para o meu almoço e da minha princesa

Ingredientes:

Carne
200 g de picanha Finíssimos Izidoro
sal, pimenta e alho em pó qb
sumo de 1/2 limão

Feijão
1 lata feijão preto cozido
1/2 cebola roxa
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 copo de água
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de alho em pó (ou 1 dente de alho picado)
sal e pimenta qb
1 folha de louro

Arroz
1 chávena de chá de arroz agulha
2 chávena de chá de água
20 g de margarina
sal qb


Temperar os bifinhos de porco com todos os ingredientes indicados, e deixar repousar um pouco.


Entretanto fazemos o arroz de acordo com a receita que podem encontrar aqui .

Picar a cebola e colocar num tachinho juntamente com o azeite. e deixamos refogar um pouco.



Junta-se a polpa de tomate, e envolve-se, e acrescenta-se metade da água, e deixa-se cozinhar um pouco em lume baixo.
Depois junta-se o feijão devidamente escorrido e tempera-se com o sal, pimenta, o alho em pó, e o louro. Acrescenta-se a restante água, mexe-se e é deixar apurar o molho.



Entretanto, colocar ao lume o grelhador e quando a chapa estiver quente colocam-se os bifinhos de porco Izidoro a grelhar, 2 minutos de cada lado, super rápido.

E é só servir o arroz, o feijão e a picanha Finíssimos Izidoro com 2 rodelas de limão a acompanhar a carne.


Bom apetite!

Arroz Branco




Decidi começar a publicar algumas receitas básicas, para quem não tem muito contacto com a cozinha, a não ser comer...
Assim hoje temos o arroz branco!
Tudo começa com a aquisição do arroz, existem várias qualidades de arroz, e vou listar as mais vulgares em Portugal:
arroz carolino - é uma variedade portuguesa,
arroz agulha - é o mais vulgar
arroz basmati - normalmente chamado de arroz indiano
arroz thai - arroz basmati aromatizado com jasmim
arroz arbório - arroz para risotto
arroz estufado/vaporizado - arroz que já foi pré-cozido
arroz integral
arroz de sushi
arroz de paella

O meu arroz preferido é o carolino é tãoooo saboroso, mas deixa um pouco de goma para o caso do arroz branco, mas é o ideal para arroz malandrinho e arroz doce.
No caso do arroz branco o mais fácil de usar é o agulha, embora seja o que menos nutrientes e sabor tem, não deixa de ser bom.

Algumas embalagens de arroz já trazem a indicação das doses por pessoa, mas caso não tragam, cada pessoa come em média 1/2 chávena de chá de arroz. Por isso vou indicar abaixo a quantidade para 2 pessoas, pelo que caso seja para mais pessoas é só duplicar as quantidades dos ingredientes. Uma regra importante é a quantidade de água que deverá ser o dobro do volume do arroz, ora vejam abaixo.

Ingredientes:

1 chávena de arroz agulha
2 chávenas de água
20 g de margarina
1 colher de chá de sal

Algumas embalagens de margarina trazem indicado na embalagem a escala de peso, pelo que será mais fácil retirar mais ou menos a quantidade indicada da embalagem, sem ter de se pesar, apesar de que com a prática se começa a ter noção da quantidade necessária.
Não usem manteiga, uma vez que tem um sabor muito intenso para além de que a manteiga cozinhada a mais de 100 ºC, vai perder muitos nutrientes e a gordura da mesma não é muito saudável.

Colocar a margarina num tacho (anti-aderente de preferência), e levar a lume médio.


Quando a margarina começar a derreter juntar o arroz, mexer com uma colher de forma a que a maioria dos bagos de arroz fiquem cobertos com ela e assim ficam mais soltinhos quando acabar a cozedura.




Juntar a água (tanto pode ser fria como quente), temperar com o sal, mexer com a colher e tapar.


Assim que a água começar a ferver mexer um pouco (10 segundo) e tapar.

O arroz por norma levará cerca de 8 a 10 minutos a cozer, pelo que o melhor é ir verificando a quantidade de água para que o arroz não queime.
Assim que verifique que a água está a desaparecer e que já aparecem por cima uns "buraquinhos" entre os bagos de arroz desligue o fogão (se for eléctrico retire a panela de cima do fogão e ponha sobre um pano ou protecção de tachos sobre uma mesa ou bancada).


Tape a panela e deixe o arroz descansar por 5 minutos, para que fique sequinho.



E é só servir!

Bom Apetite!

























Salada de batata e bacalhau grelhado

Sempre que lemos a palavra salada associamos a algo frio. Mas neste caso tanto se come frio como quente, e eu prefiro meio termo. E vocês?

Ingredientes:

2 postas de bacalhau demolhado
8 batatas médias
3 ovos
água para cozer as batatas e os ovos
150 ml de azeite
2 dentes de alho
Sal e pimenta qb

Vamos começar por cozer as batatas com casca, pelo que é só lavá-las e cortá-las ao meio. Colocamos as batatas numa panela e coloca-se água até que estas fiquem cobertas, tempera-se com sal a gosto. Adicione também os ovos previamente lavados para que cozam. Assim que a água levantar fervura contar cerca de 8 a 10 minutos.


Quando as batatas estiverem cozidas, escorre-se a água, coloque os ovos num recipiente com água fria. Descasque as batatas e corte-as em rodelas com cerca de 0,5 a 1 cm de espessura e disponha em cima de uma travessa.

Levar uma grelha ao lume e grelhar o bacalhau em lume médio 5 minutos de um lado e 5 minutos do outro, caso as postas sejam muito altas poderá ser necessário cozinhar um pouco mais.


Sabemos que o bacalhau está no ponto quando as espinhas começam a desapegar-se da carne.
Retire a pele e as espinha do bacalhau e lasque-o e disponha em cima das batatas.



Descasque os ovos e corte-os ás rodelas e coloque-os em cima do bacalhau e das batatas.
Tempere com pimenta e um pouco de sal

Leve ao lume num tachinho ou frigideira pequena, o azeite e os alhos com um corte a meio de cada dente e deixe que levante fervura. Quando os alhos começarem a ficar dourados retirar do lume e tirar os alhos (se quiser pode adicioná-los ao bacalhau).
Deite o azeite por cima da comida e sirva.



Bom Apetite!




13/07/2017

Sandes de pasta de atum e pepino

Calor!!!! Muito calorzinho... ligar o fogão?! Não me parece!
Algo fresco é o que apetece! Em tempo de férias, para levar para o almoço no trabalho, para comer quando apetecer, um sandes com pasta de atum e pepino sabe mesmo a Verão. Claro que podem juntar alface, ovo cozido, tomate, o que vos apetecer, mas eu decidi fazer assim, simples! A receita é para 2 sandes grandinhas e bem recheadas ☺

A pasta de atum também serve como entrada de uma refeição, servida com tostinhas ou bochas de água sal.

Ingredientes:

2 pães tipo baguete
1/4 de pepino

pasta de atum:
1 lata de atum ao natural
2 colheres de sopa de maionese
1 colher de ketchup



Começar por abrir a lata de atum e escorrer bem,de forma a que o atum fique sequinho.
Deitar o atum numa taça e desfazê-lo, para que se consiga fazer uma pasta com os restantes ingredientes.


Juntar os o maionese e o ketchup e envolver até fique uma mistura homogénea. Reservar.


Descascar o pepino, tendo o cuidado de deixar um bocadinho de casca, porque a casca vai ajudar à digestão. Cortar às rodelas fininhas, e se o pepino tiver muitas pevides retirar algumas, para que não fique amargo.


Dispor algumas rodelas de tomate sobre o pão, colocar uma quantidade generosa de pasta de atum, fechar a sandes e já está pronto a comer!


Caso a sandes não seja para comer de imediato e tenham de a transportar para qualquer lado, embrulhem-na em película aderente e depois em folha de alumínio, para conservar a frescura e a maionese não se deteriorar e tentem que ela não fique num local muito quente.

Bom Apetite!